Copyright de logotipo comemorativo

 

Os aniversários das empresas sempre são tratados como vitórias pessoais de seus fundadores, gestores e colaboradores, até porque é realmente incrível uma empresa sobreviver em um ambiente tão competitivo como o nosso e para comemorar, muitas criam logotipos comemorativos, mas como proteger o copyright desses logos? Vale a pena registrar a marca no INPI?

Vejam os exemplos abaixo:

coca_walmar_barbie

 

Quantas vezes a Barbie fará 50 anos? E o Walmart? Fará 50 anos mais de uma vez? E do que serve o logotipo dos 125 anos da Coca-Cola quando ela tiver 126 anos?

Parece óbvio, mas como diz um amigo meu: O óbvio precisa ser dito!

Se você considerar que um processo de registro de marca demora em média uns 2 anos para ser analisado pelo INPI e, depois de concedido, o registro é válido por 10 anos, falamos de 12 anos, além disso, o registro deverá ser renovado a cada 10 anos.

Agora me diga uma coisa: realmente é interessante registar o logotipo dos 50 anos da Barbie para que ele valha (como marca) até que seja completado o aniversário de 62 anos da Barbie? Provavelmente haverá um logotipo comemorativo dos 60 anos, não é mesmo?

Warner90anosE tem mais: por uma questão óbvia de identidade visual, os logos comemorativos reproduzem a marca original ou elementos dela, já protegidos anteriormente por registros de marca anteriores então, porque re-proteger a mesma coisa que já está protegida?

 

Então como proteger?

 

Simples: via Direito Autoral (Copyright)! Assim, se alguém copiar o layout do logo comemorativo você tem elementos suficientes para tomar as providências necessárias, além disso há diversas vantagens:

  1. O registro é feito on-line, neste formulário;
  2. Ele é válido em 168 países;
  3. Seu prazo de “validade” pode chegar a mais de 100 anos;
  4. O custo do  registro é de apenas R$ 16,97.
  5. É muito simples fazer o registro.

 

0

About the Author:

Consultor em propriedade intelectual desde 1997, colunista de diversos sites e blogs (já publicou mais de 200 artigos), hard-user de internet e empreendedor compulsivo e agora: startupeiro! (Em resumo: o cara é completamente maluco!)

Deixe uma resposta